Integrantes do Fórum Temático de Estudos de Gestão da Qualidade (FTGQ) participaram, na tarde desta quarta-feira (13), da terceira reunião de trabalho do grupo. Na ocasião, o auditor fiscal da Secretaria Estadual da Fazenda José Raimundo de Souza Mota fez uma explanação sobre o tema “Gestão de Riscos – instrumento de aperfeiçoamento da gestão pública”. Auditor Fiscal na SEFAZ-BA desde 1991, José Raimundo Mota possui ampla experiência em gestão financeira e atua na Gerência de Controle, Prevenção e Transparência com o Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR).

O auditor discorreu sobre a importância e necessidade de se difundir este tema, uma vez que ele está presente no dia a dia de toda e qualquer organização. Explicou que a gestão de riscos não aumenta o volume de trabalho, pois não representa mais um processo, e que otimiza e até elimina os controles existentes. “A gestão de risco não é uma ação a ser executada, é um controle para as ações existentes”, esclareceu.

José Raimundo Mota afirmou que o risco é sempre uma consequência do perigo e que, na gestão pública, a gestão de riscos atua principalmente nas atividades finalísticas do órgão. “O risco é inerente a qualquer ação que se pratica e nas organizações se refere a todos os processos executados”, pontuou.

O encontro contou ainda com a participação da assessora de controle interno da SEFAZ-BA, Simone Dáttoli Lopes, que falou sobre sua vivência na implantação e acompanhamento da Gestão de Riscos na SEFAZ.

Simone Dátolli destacou como itens fundamentais para o sucesso da implementação da gestão de riscos em qualquer organização o comprometimento da alta administração e do dono do risco e a capacitação das pessoas responsáveis pela condução do processo. “Sem o comprometimento da alta administração não conseguimos ir para lugar nenhum. Tem que ter este apoio institucional para que eles possam nos dar amplo acesso às informações e documentações necessárias e nos auxiliem na execução do plano de ação”, explicou.

Também na ocasião, a coordenadora do FTGQ, Cristiane Matos, apresentou aos participantes e convidados da reunião o Sistema de Gestão da Qualidade da PGE.

Participaram da reunião, além dos membros do grupo e convidados, a coordenadora de controle interno da Procuradoria da Bahia, Fernanda Berg.

FTGQ

Integram o Fórum servidores da Casa Civil, Setre, SUPREV, HEMOBA, EMBASA, CERB, Diretoria de Gestão da Qualidade da SAEB e TJ.

O Fórum Temático de Estudos e Pesquisa em Gestão da Qualidade (FTGQ) é um espaço virtual colaborativo, transitório, destinado ao debate saudável, cordial e qualificado, a respeito de temas afins à gestão da qualidade, em especial, às experiências relativas à implantação, manutenção e melhoria de sistemas de gestão da qualidade, estruturados e/ou certificados com base no padrão normativo internacional ISO 9001. Serão considerados temas de interesse para pautar o FTGQ, aqueles propostos pelos membros e validados previamente pelo moderador.

O FTGQ é composto por servidores de organizações públicas com sistemas de gestão da qualidade reconhecidos formalmente ou em processo de implantação, mediante aprovação prévia por parte da coordenadora. A ferramenta de tecnologia, informação e comunicação adotada para a implantação do FTGQ é o Microsoft Teams, a qual requer o uso de e-mail institucional para ingresso e participação.