Após auditoria realizada na Procuradoria Geral do Estado da Bahia nos dias 17 e 18 de dezembro, o Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (IBAMETRO) recomendou a manutenção da certificação da norma NBR ISO 9001:2015 nos processos de negócio da Coordenação de Distribuição e Atendimento (CDA), de Material e Patrimônio (CMP), de Transportes (CTRAN) e de Recursos Humanos (CRH) da PGE-BA, além da inclusão dos processos da Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) no escopo do Sistema de Gestão da Qualidade – DG/PGE.
“O sistema de gestão da qualidade continua consolidado em algumas unidades da área de sustentação da PGE, buscando a melhoria contínua dos seus processos e o aumento da satisfação dos seus clientes”, afirmou a gestora Cristiane matos de Araújo.
Os auditores, que apresentaram os resultados durante a reunião de encerramento da auditoria, realizada na tarde de ontem (18), ressaltaram ainda que não foram identificadas não conformidades e sugeriram algumas oportunidades de melhorias, dentre elas a avaliação de algumas recomendações como:  ajustar o procedimento da CTIC quanto ao uso do sistema de chamado GLPI; verificar pontos de calibração da balança e rever critérios aceitação da trena da CMP e, por fim, revisar matriz de riscos da CTRAN.
A auditoria foi realizada pelos auditores Francisco Gonçalves (líder), Ricardo Reis e Ana Célia Resende e teve por objetivo verificar a conformidade do SGQ da PGE, com relação aos critérios previamente definidos pelos auditores a capacidade em atender aos requisitos da norma NBR ISO 9001:2015 e aos seus objetivos definidos. Além disso, a auditoria avaliou a expansão do escopo visando à certificação para os processos de tecnologia da informação e comunicação.
O trabalho foi realizado de forma amostral, através de entrevistas aos coordenadores e colaboradores dos processos de gestão de recepção, expedição, protocolo, triagem, distribuição, digitalização de documentos e atendimento ao público; estoque de material; transportes; recursos humanos e tecnologia da informação e comunicação.

Durante a reunião de encerramento, foram destacados também alguns pontos fortes observados durante a auditoria, dentre eles o conhecimento e envolvimento do diretor geral; realização de reuniões de alinhamento, gerencial e análise crítica de forma sistemática; gestão da segurança da informação realizada pela CTIC; indicadores de monitoramento da CDA e nível de controle dos documentos do SGQ.

Fonte: ASCOM/PGE