• Casa Nova
  • Prêmio Boas Práticas

Notícias

28/08/2019 09:00

Governador Rui Costa discute compras coletivas com secretários de saúde do Nordeste

O governador Rui Costa se reuniu com secretários e gestores de saúde dos nove estados nordestinos, que formam o Consórcio Nordeste, voltado ao fortalecimento da região. Realizado na tarde desta terça-feira (27), na Governadoria, em Salvador, o encontro, que contou também com a presença do procurador geral do Estado, Paulo Moreno, discutiu os alinhamentos necessários para a primeira compra conjunta dos estados no setor de saúde.

“Por unanimidade, os governadores do Nordeste escolheram a área de saúde como a primeira para que a gente inicie essa integração, visando uma estratégia única: ampliar e qualificar o serviços de saúde”, afirmou Rui, que é o presidente do Consórcio Nordeste. A intenção dessa união dos estados é reduzir preços, aumentar a eficiência na distribuição, na armazenagem de medicamentos e no controle de estoque, entre outras vantagens.

Estavam presentes o secretário da saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas; de Pernambuco, André Longo; do Rio Grande do Norte, Cipriano Maia; do Piauí, Florentino Neto; da Paraíba, Geraldo Medeiros; e do Maranhão, Carlos Lula. Alagoas, Ceará e Sergipe enviaram representantes das pastas. Também participaram o secretário do Planejamento da Bahia, Walter Pinheiro, o secretário executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Gabas, e o procurador-geral da Bahia, Paulo Moreno.

"Essa foi uma reunião para estruturar o processo de aquisição centralizada do Consórcio Nordeste, que vai começar com os medicamentos e equipamentos da área de saúde. Divulgaremos uma lista na próxima semana para a publicação do primeiro edital", explicou Vilas-Boas.

Outras áreas serão contempladas pelas compras coletivas, seguindo o modelo de compras que será utilizado na saúde. "Já demos um passo com a educação e em outras áreas. O que nós estamos estimulando é que todos os secretários de estado promovam reuniões e nós possamos estabelecer ações em conjunto", disse Pinheiro.

Fonte: SECOM/BA

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.