A Procuradoria Geral do Estado da Bahia participa da I Assembleia para Implantação da Rede de Apoio ao Egresso do Sistema Penitenciário (RAESP), amanhã (24), às 14h, na sala de reuniões do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia. A rede tem por finalidade a mobilização, a articulação e o fortalecimento de instituições e grupos que atuam com o sistema penitenciário para criar melhores condições para a inserção social de egressos na sociedade. A PGE será representada pela especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG), Daniella Souza de Moura, gestora do Projeto Começar de Novo na instituição.

“É gratificante ver o espaço que a PGE tem ocupado nessa temática ao longo dos últimos 4 anos. O Projeto Começar de Novo (PCN) visa oportunizar, através do trabalho, a reinserção social de pessoas em cumprimento de pena, buscando criar ‘pontes’ que garantam igualdade de oportunidades, principalmente nesse retorno ao mercado de trabalho, e também minimizar práticas discriminatórias na etapa de vida que compreende a saída do cárcere e o reingresso no convívio com a comunidade e também com a família. E justamente nesse momento, em que a PGE adere à Agenda 2030 da ONU, recebemos o convite do CNJ para participar dessa importante assembleia, que conta ainda com a parceria do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD)”, ressaltou a gestora.

O evento é uma promoção do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O órgão, por meio do Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e do Sistema de Execução de Medidas Socioeducativas (DMF), em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e apoio do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), vem trabalhando em uma série de iniciativas para desenvolver políticas judiciárias.