“Família, comunidade e escola na pandemia. Nasce uma nova educação? ‘’ será o tema da próxima live promovida pelo Centro de Estudos e Aperfeiçoamento da Procuradoria Geral do Estado da Bahia (CEA) em parceria com a Escola de Contas Conselheiro José Borba Pedreira Lapa (ECPL), do Tribunal de Contas do Estado Bahia.

A live, que acontece no próximo dia 21, às 15h, através dos canais da Escola Virtual da PGE e do TCE no YouTube, é a sexta de uma série de outras que serão realizadas em 2021 pelos órgãos para falar sobre Políticas Públicas – A Arte do Encontro. O evento é gratuito, com certificação e as inscrições podem ser realizadas no site www.tce.ba.gov.br/eventos.

Nesta edição, a live terá como palestrantes o subsecretário da educação do Estado da Bahia, Danilo de Melo Souza, a gestora da escola Casa da Infância, Marília Dourado e o auditor de Contas Públicas do TCE-BA, Israel Santos de Jesus. A mediação ficará a cargo do procurador do Estado da Bahia, Ailton Cardozo da Silva Júnior.

Os palestrantes

Danilo de Melo Souza é Subsecretário da Educação do Estado da Bahia. Professor da Universidade Federal do Tocantins. Foi presidente do Conselho Nacional do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB). Mestre em Educação pela Universidade de Brasília (UnB).

Marília Dourado é mãe, avó, pedagoga, pesquisadora da infância, idealizadora e gestora da Escola Casa da Infância, em Salvador. Pós-graduada em melhoria da qualidade da educação básica.

Israel Santos de Jesus é Auditor de Contas Públicas, atualmente gerente da 5ª CCE (Coordenadoria de Controle Externo), atuando na área de educação (TCE/BA). MBA em Auditoria (Fundação Visconde de Cairu) e Bacharel em Ciências Contábeis (UNEB).

Ailton Cardozo é procurador do Estado da Bahia, mestre em Regulação da Indústria de Energia e especialista em Direito da Infraestrutura. Atualmente ocupa o cargo de procurador chefe do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento da PGE-BA.

A Parceria

A realização deste evento, assim como de uma série de outros, é fruto de um acordo de Cooperação Técnica firmado entre a PGE e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) para estabelecer a cooperação técnico-científica e cultural e o intercâmbio de conhecimentos, informações e experiências entre os partícipes, visando à formação, aperfeiçoamento e especialização técnica do quadro de pessoal, bem como ao desenvolvimento institucional mediante a implementação de ações, programas, projetos, atividades complementares de interesse comum aos acordados.

O acordo permite a promoção de eventos conjuntamente, sobre temas de interesse comum, e especialmente, sobre intercâmbio de informações, tecnologias e publicações para o desenvolvimento da educação corporativa da gestão e da advocacia pública, além de prevê a formação, o aperfeiçoamento e a especialização técnica de recursos humanos e desenvolvimento institucional.