A Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE), acatando determinação do governador Rui Costa, representou criminalmente no Ministério Público Estadual contra um médico vítima de coronavírus no Estado da Bahia.

O médico, de acordo com testemunhas, teria feito uma viagem para os EUA entre os dias 29.02.2020 e 08.03.2020 e, após o seu retorno, mesmo aparentando quadro gripal, enquadrando-se, pois, na recomendação do Ministério da Saúde de isolamento por 14 dias, realizou atendimento médico, consultando diversos pacientes com os quais, inevitavelmente, teve contato. Após exame laboratorial o médico testou positivo para o coronavírus.

“É inaceitável um médico com quadro gripal, nas atuais circunstâncias que o país vive diante da pandemia do COVID-19, desobedeça às medidas de saúde pública e assuma o risco de contagiar pessoas, dentre as quais seus pacientes”, afirmou o procurador geral do Estado, Paulo Moreno Carvalho.