Avaliar os resultados dos indicadores de desempenho dos projetos voltados à melhoria da gestão e da governança da Procuradoria Geral do Estado da Bahia foi o objetivo da 4ª Reunião de Análise da Estratégia – RAE, realizada nesta quinta-feira, às 14h, no Auditório Paulo Spínola, na sede da instituição, no Centro Administrativo da Bahia. O encontro foi aberto pelo procurador geral do Estado, Paulo Moreno Carvalho, e pelas procuradoras gerais adjuntas Luciane Rosa Croda (Assuntos Administrativos) e Bárbara Camardelli Loi (Assuntos Jurídicos). Participaram do encontro integrantes do Comitê de Gestão Estratégica e dirigentes de unidades responsáveis pela medição de indicadores.

Para o procurador geral do Estado, Paulo Moreno, a definição e acompanhamento de indicadores são fundamentais para a mensuração e, consequentemente, para a avaliação da qualidade dos projetos que a PGE desenvolve e dos seus desdobramentos. A Procuradoria Geral desenvolve desde 2015 um amplo plano estratégico destinado à modernização da instituição, com o propósito de alcançar os seus objetivos estratégicos e garantir a ampliação, com qualidade, da prestação dos seus serviços.

Na avaliação da procuradora geral adjunta para assuntos administrativos, Luciane Rosa Croda, o encontro é uma oportunidade de permitir que todos os projetos que estão sendo desenvolvidos pela PGE sejam conhecidos internamente, promovendo uma visão holística da gestão da instituição e dando uma noção ampla de como a Procuradoria Geral está conectada com as premissas fundamentais de uma gestão estratégica. “A partir de 2022, a ênfase será a mensuração dos indicadores e dos resultados, ampliando a visão sobre os avanços conquistados”, concluiu.